A Comissão Europeia propôs esta terça-feira a criação de uma nova autoridade da União Europeia para combater o branqueamento de capitais, no âmbito de várias propostas legislativas adotadas para reforçar a luta contra lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo.

De acordo com o executivo comunitário, "o objetivo deste pacote é melhorar a deteção de transações e atividades suspeitas, e colmatar as lacunas utilizadas pelos criminosos para branquear o produto ilícito ou financiar atividades terroristas através do sistema financeiro", pelo que "também ajudará a proteger os europeus do terrorismo e do crime organizado".

Leia a notícia completa em: https://bit.ly/3kG1DE1

 

A Comissão Europeia adotou no dia de ontem um pacote de propostas com o objetivo de tornar as políticas da UE em matéria de clima, energia, uso do solo, transportes e fiscalidade aptas para alcançar uma redução das emissões líquidas de gases com efeito de estufa de, pelo menos, 55 % até 2030, em comparação com os níveis de 1990.

Com as propostas ontem reveladas, a Comissão apresenta os instrumentos legislativos necessários para cumprir as metas acordadas na Lei Europeia em matéria de Clima e transformar profundamente a nossa economia e sociedade com vista a um futuro justo, ecológico e próspero.

Saiba mais em: https://bit.ly/3hMihjH

 

Após a última fase de edição com mentoria de jornalistas profissionais dos três órgãos de comunicação social que se associam à iniciativa - Público, Renascença e TVI, as três reportagens da primeira edição do #ReportEU estão publicadas.

ReportEU, uma iniciativa da Representação da Comissão Europeia em Portugal, cuja primeira edição foi lançada em novembro de 2020 em colaboração com os Repórteres em Construção (REC), nasce com o intuito de dar a oportunidade a estudantes universitários, em especial de jornalismo e de comunicação social, de criar reportagens sobre temas que abordem uma dimensão europeia e que sejam relevantes e inovadores. 

Aceda às reportagens e descubra mais sobre esta iniciativa em: https://bit.ly/3krUMhB

 

 

O primeiro episódio do podcast “As Europeias”, difundido dia 8 de julho, oferece aos ouvientes uma conversa com Sofia Colares Alves, Representante da Comissão Europeia em Portugal, sobre um novo impulso para a democracia europeia. Este podcast é uma iniciativa da Representação da Comissão Europeia em Portugal, em colaboração com a rede Women in Business. O primeiro episódio está disponível em vídeo na conta da Representação da Comissão Europeia em Portugal no Youtube e em áudio nas plataformas de podcast Spotify e Anchor.

Para saber mais e descobrir quem serão as entrevistadas nos próximos episódios, siga o link: https://ec.europa.eu/portugal/news/podcast-europeias_pt

 

A Comissão Europeia nomeou ontem, dia 6 de julho, Sofia Moreira de Sousa como nova chefe da representação da Comissão em Lisboa. Assumirá funções no dia 1 de setembro de 2021.

Saiba mais em: https://bit.ly/3xmGQZz

 

Um novo inquérito Eurobarómetro hoje publicado mostra que os cidadãos europeus consideram que as alterações climáticas são o problema mais grave com que o mundo se depara. Mais de nove em cada dez inquiridos consideram que as alterações climáticas constituem um problema grave (93 %), tendo quase oito em cada dez (78 %) considerado que se trata de um problema extremamente grave.

Saiba mais sobre os resultados deste inquérito: https://bit.ly/3dNzDKC

 

Abrem hoje as candidaturas para a quarta edição do Summer CEmp - #SummerCEmp -, a escola de verão organizada pela Representação da Comissão Europeia em Portugal, que terá lugar de 27 a 30 de agosto na vila de Alcoutim. A edição deste ano conta com a colaboração do Município de Alcoutim e da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve e decorrerá num formato adaptado à situação epidemiológica.

Candidaturas em: https://ec.europa.eu/eusurvey/runner/SummerCEmp2021

Sabe mais em:  https://ec.europa.eu/portugal/events/summer-cemp-2021_pt

A Comissão Europeia apresenta hoje a sua visão a longo prazo para as zonas rurais da UE, na qual identifica os desafios e questões que se lhes colocam e se destacam algumas das oportunidades mais promissoras que se abrem a estas regiões.

Baseada numa análise prospetiva e nas amplas consultas realizadas aos cidadãos e a outros agentes das zonas rurais, a visão hoje apresentada propõe um Pacto Rural e um Plano de Ação para as Zonas Rurais que visam tornar as nossas zonas rurais mais fortes, ligadas, resilientes e prósperas.

Saiba mais em: https://bit.ly/2Uf084m