A CE lançou uma consulta pública sobre a forma como a Europa deve promover a inovação digital no setor da saúde e dos cuidados, para benefício dos cidadãos e dos sistemas de saúde europeus.

Meio ano depois de a Comissão Europeia ter lançado o Corpo Europeu de Solidariedade e na sequência da resposta à oferta de estágios de voluntariado, que começou em março de 2017, milhares de postos de trabalho e de estágios também estão aí a aparecer.

O Parlamento Europeu propõe diversas modalidades de estágio no seu Secretariado Geral, no intuito de proporcionar oportunidades de formação profissional, bem como de dar a conhecer esta Instituição e o seu funcionamento

Até dia 27 de setembro de 2017, às 17h00, o período de apresentação das candidaturas à operação 5.1.1. - Criação de Agrupamentos e Organizações de Produtores.

O Acordo de Parceria Económica entre a União Europeia (UE) e o Japão terá muitos benefícios para o setor agrícola, considera a Comissão Europeia.

O Summer CEmp é um seminário intensivo e interativo com formatos práticos de aprendizagem como debates, exercícios práticos e conversas para entender melhor o projeto Europeu. Nasce da necessidade de envolver os futuros líderes de opinião no debate sobre a União Europeia, os possíveis cenários de futuro após os 60 anos da sua fundação e o papel da Comissão Europeia. Em três dias, um grupo diverso de jovens dinâmicos vão dialogar com um leque de protagonistas da atualidade política e mediática portuguesa e europeia. Mais informação aqui

O Cartão Europeu de Seguro de Doença é um cartão gratuito que te garante o acesso aos cuidados de saúde de que possas necessitar durante uma estadia temporária em qualquer um dos 28 países da UE, bem como na Islândia, no Listenstaine, na Noruega e na Suíça, nas mesmas condições e ao mesmo custo (em alguns países, gratuitamente) que as pessoas cobertas pelo sistema de saúde público do país onde te encontras. Descarregue já a aplicação «Cartão Europeu de Seguro de Doença» para o seu smartphone. Mais informações aqui.

As medidas excecionais que já se encontravam em vigor para apoiar os produtores de frutos perecíveis afetados pelo embargo das importações imposto pelas autoridades russas vão ser prorrogadas por um ano a partir de amanhã, dia 1 de julho, até ao final de junho de 2018.