O Instrumento Pequenas e Médias Empresas (PME) do Horizonte 2020.

O Programa de Financiamento da Investigação e Inovação da UE, sob a alçada do Comissário europeu Carlos Moedas, atribuiu nesta última leva de resultados um total de 86 milhões de euros em fundos europeus a 236 PME provenientes de 31 países, elevando assim para 2 116 o número total de PME beneficiárias até agora, o que representa uma alocação de 694,8 milhões de euros de fundos europeus.Em termos nacionais, o Instrumento Pequenas e Médias Empresas atribui no conjunto um valor de 1,1 milhões de euros a oito empresas portuguesas ativas no setor agroalimentar biológico, do Crescimento Azul, transportes, segurança contra ataques cibernéticos e software informático.Das PME selecionadas, sete são abrangidas pela Fase 1, uma etapa que privilegia estudos de viabilidade de empresas inovadoras que pretendam transpor as suas ideias disruptivas do laboratório para o mercado. Nesta fase, cada empresa beneficia de um financiamento no valor de 50 000 euros que permitirá agilizar a execução dos estudos de viabilidade para os respetivos projetos.