O cancro é a primeira causa de mortalidade ligada ao trabalho na UE, representando 53 % do total de óbitos, e constitui, por conseguinte, o principal risco para a saúde dos trabalhadores na União Europeia.

Com base nos contributos de investigadores, empregadores, trabalhadores, representantes dos Estados-Membros e inspetores do trabalho, a Comissão propôs valores-limite para uma lista de 13 agentes químicos prioritários identificados através do processo de consulta.

Os restantes agentes químicos carecem ainda de uma análise suplementar e será apresentada uma proposta de valores-limite no final de 2016.