A Comissão Europeia anunciou o reforço do apoio aos agricultores europeus por causa da onda de calor na Europa, fornecendo adiantamentos de pagamento mais elevados e ‘aliviando’ regras para facilitar a alimentação dos animais. 

Após se terem registado recordes de temperatura máxima nos últimos dias em vários países da União Europeia (UE) como Alemanha, Bélgica, França e Holanda, o executivo comunitário decidiu, assim, que irá disponibilizar aos agricultores europeus “uma percentagem maior pelos adiantamentos em pagamentos diretos e pagamentos relacionados com o desenvolvimento rural”, de até 70% e até 85%, respetivamente. Para saber mais, clique aqui