O Acordo de Parceria Económica entre a União Europeia (UE) e o Japão terá muitos benefícios para o setor agrícola, considera a Comissão Europeia.

O Japão é o quarto maior mercado para a exportação de produtos agrícolas UE. As exportações agrícolas da União para ao Japão são 20 vezes superiores às do Japão para o bloco europeu, no entanto, as empresas europeias enfrentam muitas barreiras comerciais quando exportam para o Japão.

O Acordo vai simplificar e eliminar muitas destas barreiras e beneficiar alguns setores, reduzindo as taxas de importação para a carne de porco, que é o produto cujas exportações para o Japão alcançam o maior valor, tal como para a importação de carne de bovino, que atualmente situam-se numa média de 38,5%.

A eliminação imediata das taxas de importação de vinho, atualmente numa média de 15% e das taxas sobre muitos queijos, como o Gouda e o Cheddar, a rondarem atualmente entre os 30 e 40%, aumentando o seu acesso ao mercado.

O aumento das quotas de exportação de manteiga, leite desnatado em pó, soro, amido de batata e malte e a garantia de protecção no mercado japonês de mais de 200 produtos com Indicações Geográficas Protegidas. Mais informação aqui