A Comissão Europeia propõe hoje investir 2,7 mil milhões de euros em 152 projetos-chave no domínio dos transportes, em apoio de uma mobilidade competitiva, limpa e interligada na Europa.

Ao fazê-lo, a Comissão está a cumprir à letra o seu Plano de Investimento para a Europa e o seu projeto de conectividade no espaço europeu, incluindo através da recente agenda «A Europa em Movimento», Os projetos selecionados contribuirão para modernizar as linhas ferroviárias, eliminar estrangulamentos e melhorar as ligações transfronteiriças, instalar pontos de abastecimento de combustível alternativos e aplicar soluções inovadoras de gestão do tráfego. O investimento tem lugar ao abrigo do Mecanismo Interligar a Europa, a estrutura financeira da UE que apoia as redes de infraestruturas e permitirá libertar um montante de 4,7 mil milhões de euros de cofinanciamento público e privado. Este investimento não só modernizará a rede de transportes europeia, mas também virá estimular a atividade económica e promover a criação de emprego. No ano corrente, do total de 2,7 mil milhões de euros, a Comissão afetou 1,8 mil milhões de euros aos 15 Estados-Membros elegíveis para apoio ao abrigo do Fundo de Coesão[1], a fim de continuar a colmatar as disparidades existentes em termos de infraestruturas.