Desde há quase dois anos que o enorme fluxo, sem precedentes, de refugiados provenientes de países em guerra ou menos desenvolvidos para a União Europeia tem tido um forte impacto na vida política e social da Europa.

O fornecimento de alimentos e abrigo às massas de refugiados que chegam à UE, a ajuda à sua familiarização com as novas realidades e diferenças culturais, bem como o apoio ao longo do seu processo de integração foram, e continuam a ser, um importante desafio a que os Estados-Membros em causa só têm conseguido fazer face graças ao apoio espontâneo e maciço dos cidadãos e da sociedade civil em geral. 

O Prémio CESE para a Sociedade Civil de 2016 pretende recompensar organizações da sociedade civil e/ou indivíduos que tenham contribuído significativamente para responder a este desafio ajudando refugiados e migrantes e promovendo, assim, a coesão e os valores europeus. Mais concretamente, o Prémio para a Sociedade Civil de 2016 será atribuído a iniciativas já implementadas ou ainda em curso e que cumpram um ou mais dos seguintes critérios: dar resposta às primeiras necessidades dos migrantes e refugiados e providenciar-lhes assistência imediata;prestar serviços de apoio social, alojamento e saúde; oferecer ajuda e conselhos práticos;lutar contra a xenofobia, o racismo e a discriminação; combater a exploração e promover o respeito mútuo;sensibilizar para os direitos e obrigações;proporcionar formação aos nacionais de países terceiros e às comunidades de acolhimento. 

A lista completa dos requisitos e o formulário de candidatura encontram-se disponíveis no sítio Web do CESE – Prémio CESE para a Sociedade Civil de 2016. As candidaturas devem ser enviadas diretamente ao CESE.